15/03/2016 12:02

Valdiney de Arruda é reconduzido à secretaria executiva do Fepeti

Esta é a terceira vez que ele é eleito para a função

Fonte: Setas-MT

FEPETI-MT

O secretário de Estado de Trabalho e Assistência Social, Valdiney de Arruda, foi reconduzido por unanimidade à Secretaria Executiva do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Fepeti-MT) na manhã desta segunda-feira (14.03) durante reunião extraordinária na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT/MT).

Esta é a terceira vez que Valdiney de Arruda fica à frente do Fórum. “Agradeço o voto de confiança e me comprometo em depositar toda energia para que a gente consiga desenvolver todas as ações do planejamento estratégico 2016”, afirmou, ressaltando que a criança e o adolescente são prioridade na sua vida pessoal e enquanto gestor público.

O processo eleitoral, cujo edital foi publicado dentro do prazo legal, teve a condução de Marco Antônio Ferreira Costa, da Superintendência Regional do Trabalho (SRT/MT). Após o voto do Ministério Público do Trabalho (MPT/MT), TRT/MT, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) Tribunal de Justiça e SRT/MT, representantes de outros órgãos tiveram direito de se manifestar, como Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), Secretarias de Educação e de Assistência Social e Direitos Humanos de Cuiabá e Senac.

O secretário destacou ainda o fortalecimento da interface do Fepeti com o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca) tendo como foco o estabelecimento de uma política de transição escola/trabalho de Mato Grosso. “Teremos um trabalho árduo este ano que é desenvolver esta plataforma no estado”, observou.

A presidente do TRT/MT, desembargadora Maria Beatriz Theodoro Gomes destacou a larga experiência de Valdiney de Arruda tanto no combate ao trabalho escravo quanto infantil. “Sabemos da sua dedicação à causa e desejamos muito sucesso na sua continuidade frente ao Fepeti”, frisou.

Pauta

Após o processo eleitoral, os membros do Fepeti seguiram com a pauta da reunião. O coordenador do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil da Setas, Arlindo de Arruda e Silva Filho apresentou um balanço das audiências públicas realizadas no ano passado em seis municípios polo e propôs algumas alterações na condução do evento para que tenha melhor aproveitamento em 2016.

Os participantes ainda conheceram detalhes do aplicativo que o Fepeti vai lançar este ano para receber denúncias de trabalho infantil. O nome do aplicativo, de acordo com a coordenadora da secretaria executiva do Fórum, Eliane Menacho, será escolhido durante a Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescentes, que acontece ainda no mês de março.